Imprimir

O banho do bebé é um momento de extrema intimidade entre pais e filho, é um momento privilegiado em que quer o pai quer a mãe devem participar, de modo a fortalecer a relação entre os três. Este deverá ser um momento de prazer, cumplicidade e de brincadeira. Por isso, deve-se escolher a altura do dia em que os pais têm maior disponibilidade, podendo ser de manhã, antes da primeira mamada – prepara o bebé para o dia, ou pode ser ao início da noite, antes da última mamada – relaxando-o para o sono.

Se possível, depois de estabelecido, deve-se manter sempre o mesmo horário para começar a criar rotinas no bebé. É normal no início, principalmente quando se trata de um primeiro filho, os pais sentirem algumas dificuldades na altura do banho mas com o passar dos dias vão-se sentindo cada vez mais confiantes. Além de ser uma experiência totalmente nova para os pais, entra o medo de lidar com um bebé numa situação que exige certas habilidades. Para o bebé o banho tem várias características que são do seu agrado, tais como, o envolvimento aquoso, a temperatura morna, o contacto pele com pele e o facto de poder fazer livremente movimentos largos e relaxantes. No entanto este só será um bom momento para o bebé se não se encontrar pressionado por uma necessidade maior – fome, frio ou calor, dor, sensação de solidão ou stress.

 

 Regras para o banho

 

A primeira regra e talvez a mais importante é que nunca deixe o seu filho sozinho, por um segundo que seja; as crianças podem afogar-se em pouca água. Não coloque o bebé na banheira ainda com a água a correr e coloque sempre primeiro a água fria e depois vá juntando água quente até atingir uma temperatura confortável (37 – 38 ºC).

Antes de começar o banho prepare todo o material de que irá precisar (roupa, toalha, fraldas, produtos de higiene,…) e verifique se a temperatura da divisão está adequada (21 – 22 ºC).

Se utilizar uma banheira normal deve proteger o fundo com um tapete de borracha para não deslizar. Coloque pouca água (5 a 7 cm) na banheira.

O banho do recém-nascido de termo deve ser de curta duração (máximo de 5 minutos) só com água ou utilizando banhos de óleo (reduzem a perda de água do extracto córneo). Evite a utilização das esponjas pelo risco de contaminação bacteriana. Não esfregue a pele do bebé, limpe e seque-a com movimentos suaves.

Comece o banho pela face/cabeça seguindo depois para o restante corpo e por fim os genitais. Tenha especial atenção as pregas (axilas, zona inguinal, pescoço, por detrás das orelhas) que são zonas que devem ser muito bem limpas e secas.

Relativamente a frequência do banho, alguns especialistas defendem que deve ser diário enquanto outros dizem que será suficiente em dias alternados até ao primeiro ano de vida. Independentemente da opção tomada é muito importante lavar o rosto com frequência e limpar a área dos genitais em cada muda de fraldas.

O banho, apesar de ter como principal função a higiene tem outras vantagens a ter em conta, tais como, promover o conforto do bebé, estimular a circulação, constituir um exercício para o bebé e como acima referi é um momento propício à promoção da relação afectiva.

Existem algumas partes do corpo do bebé que merecem especial cuidado tais como o umbigo, olhos, ouvidos e nariz mas isso ficará para a próxima crónica.

Publicado na edição de 8.06.2011 do Jornal Expresso do Ave