francs_1

 

 

O Francisco nasceu em Julho de 2008 com 33 semanas de gestação e com 2365 gramas de peso.

 

 

Após um período de internamento de cerca de 20 dias o Francisco foi para casa.

 

 

 Este é o testemunho da mãe do Francisco:

francs_2Dezembro de 2007, estava no shopping e ouvi na radio que o Jack Johnson actuava no atlântico dia 26 de Junho, não esperamos muito tempo, nessa noite encomendamos os bilhetes, bilhetes para a plateia(há anos que estavamos para o ir ver), desta vez é que é :D!!
Fomos passar a passagem de ano com os meus sogros à Suécia, estava mal  dispostissima (estive meses sem poder pensar  em  comida sueca... ainda hoje as almodegas me dão a volta ao estômago. Dia 2 de Janeiro, primeiro vomito as 6:30 da manhã, hora de levantar para trabalhar. Vou às urgências, ainda levo uma descompostura porque  devia ter ido à médica de familia primeiro, mas enfim... confirma-se grávida! Acho que passei toda a gravidez sem acreditar muito bem que estava grávida.
Fui à médica, a primeira data prevista foi dia 26 de Agosto, depois 22, depois 20(ainda bem, porque queria que o meu bébé nascesse Leão).
Desde o inicio que senti que era um menino, mas a minha esperança de ser uma  rapariga continuava até se confirmar mesmo que era um rapaz, o primeiro do meu lado da familia, e o enésimo na familia do meu marido.
A gravidez fez-me alguma  confusão, estava sempre atenta pra ver se ele se mexia, uns dias parecia que se  mexia, noutros dias já não e nesses dias eu andava com o coração na garganta.
Todos os dias  comia morangos. São tantas as novidades e inseguranças, que isso me afectou também no trabalho,andava  sempre stressada!francs_3Apesar de tudo, a minha gravidez estava a correr segundo o previsto ou melhor ainda, eu até dizia que devia ser a pessoa mais saudável do mundo :D.
Junho, não sei precisar o dia, foi uma 4a feira, salvo erro dia 4  de Junho, sei que ainda havia o Rock in Rio. Acordei às 6:30, fui a casa de banho e vi umas manchas que eram da cor do ultimo dia da menstruação, fui trabalhar, a minha médica assistente disse para ir às urgências a tarde, visto não parecer nada de especial. Fui, e só me aconselharam repouso e nada de Rock in Rio.
Semana seguinte era a semana dos santos populares, fiquei em casa e fui toda a semana a praia das 9 às 12h, e ao fim da tarde ia andar a pé, tudo bem, nada se passou e eu sentia-me a pessoa mais bonita e orgulhosa do mundo, barriga grande, bronzeada etc.
Segunda–feira seguinte, acordo às 6:30 e lá estava a hemorragia de novo, desta vez mais vermelha e em maior quantidade,lembro-me de estar com 31 semanas, porque quando estava nas urgências me perguntaram 31 ou 41? Tem uma barriga tão grande! O doutor disse-me que a minha placenta era marginal e que muito provavelmente iria ter de faze cesariana. Recomendaram-me repouso, fiquei uma semana em casa. Durante essa semana pesquisei, placenta previa marginal, vi que em 250 mulheres uma tinha, e que havia grupos de risco, idade avançada, eu só tinha 28 anos, fumadora: não fumo, outras gravidezes de risco: é o meu primeiro bébé. Pensava que se ficasse de repouso estava tudo bem, contudo estava em casa dos meus pais e tinha de subir as escadas...
francs_4E quarta–feira da semana seguinte dia 25 de Junho, acordei com uma hemorragia ainda maior e com contracções, a minha mãe levou-me ao hospital (o meu marido estava fora e voltava nesse dia). A doutora mandou-me logo trocar a roupa para o pijama de hospital, cadeira de rodas e fui para o quarto nr 7 em observação no HSFX, as enfermeiras foram todas, sem excepção impecáveis,tudo  o que me faziam  explicavam primeiro, levei a injecção para os pulmões,tudo. Fiquei lá até as 4pm não consegui dormir com o CTG e sempre na mesma posição. Mas tinha rádio e nós temos a nossa musica (Pausa, do Rui Veloso e os Perfume), e pronto já eu estava farta de saber que não ia ser este ano que ia ver o Jack Johnson, até já tinhamos trocado os bilhetes para as bancadas. Às 4 da tarde passei para a enfermaria porque a hemorragia tinha estabilizado, o bébé nunca esteve em perigo.Na manha seguinte, voltou outra vez e saiam coagulos que parecia figado que compramos no supermercado (desculpem esta  imagem). A enfermeira chamou a doutora, e fiquei a aguardar melhoras, o que aconteceu nesse dia. Chorei imenso nessa noite, e nas noites seguintes, só pensava, porquê eu??! E via toda a gente a ir visitar-me, mas depois a voltar a sair para os dias maravilhosos que fizeram em  Junho. E  pior ainda, não me podia levantar, sentar, nem pra fazer necessidades, levou algum tempo mas a urina já era  facil, mas  evacuar deitada, meu Deus....nunca pensei! Estava dias sem fazer e diziam-me que isso não podia ser  que também fazia mal ao bébé... E o ter de ser lavada por outros, o estar dependente das outras pessoas... foi um pesadelo.
Estive internada 9 dias. Fui para casa numa 6a feira, repouso absoluto também, tinha a ecografia das 31 semanas marcada para 2a feira a seguir, fui fazê-la já francs_5com 32 semanas, fui de cadeira de rodas, tudo bem, cheguei a casa e tudo optimo. Terça feira a noite começa uma hemorragia monstra, passei a noite em observação, o eu marido dormiu lá comigo, à hora de almoço do dia seguinte fui para a enfermaria, ligaram o CTG e acusavam contracções, eu não sentia nada, a minha mãe  estava lá comigo, a hemorregia voltou, e fui levada de novo para baixo, ora tinha o meu marido comigo, ora tinha a minha mãe. Às 9h o meu marido foi jantar a casa, e a minha mãe ficou comigo, a hemorregia não parava, os médicos acharam que era melhor operar, e eu só perguntava se ia correr bem com o bébé, a enfermeira disse que não estavam nada preocupados, que era uma operação normal eles às 33 semanas recuperam  muito bem, o que me descansou. A minha mãe entretanto disse ao meu marido e ao meu pai para virem ao hospital. Eu levei anestesia geral, sonhei que estava na praia :D. Fiquei um tempinho no recobro, a doutora disse-me que havia um descolamentozinho na placenta que não era visivel nas ecos, e disse-me que não estava à espera de ver um bébé tão grande! O Francisco nasceu dia 9 de Julho, às 22:31, com 2,365kg e 45cm. Puseram-no na incubadora, disseram à minha familia para irem para a porta porque ele ia passar ali :D. Eu vi uma foto à noite, e nunca pensei que fosse tão lindo, foi uma sensação irreal...
No dia seguinte fui vê-lo, a doutora da Neonatologia até me disse que eu  não devia ir porque a cesariana tinha sido ontem à noite, mas eu sentia-me tão bem! Fui vê-lo, o meu menino lindo, demos banhinho (que medo... nós nem sabiamos fazer nada!), mudar a fralda, havia uns dias que sempre que tiravamos a fralda ele fazia cocozinho em jacto! Rimos tanto, o que era um pouco doloroso para mim. Foi horrivel vê-lo a tirar sangue, a ser picado  coitadinho. Esteve uma semana na  Neonatologia, quando  me disseram que ele ia subir para a pediatria eu nem queria acreditar e pensava boa, para a semana vamos para casa!! Esteve na pediatria 3 semanas, eu já não acreditava que ele alguma vez ia conseguir mamar, e só pensava dê-lhe o bibron, desde que eu possa levá-lo para casa não me importo de não amamentar. Ele cansava-se muito, e tinha a vida facilitada com a sonda até ao francisc_6estômago :D. Finalmente de um dia para o outro ele começou a pegar e pronto! Nem sabiamos que ele vinha para casa dia 28 de Julho, quando nos disseram fomos a correr comprar tudo, banheira, biberons, fraldas tudo!! Passamos a noite sempre a ver se ele estava a respirar bem, porque não tinhamos máquinas para apitar.
Hoje penso, que o meu bébé foi muito meu amigo, apesar de tudo.
Salvou-me dos 2 últimos meses, que dizem ser os piores da gravidez, ainda por cima no verão. Salvou-me de um parto doloroso (eu bem ouvia as senhoras a gritar...até me arrepiava e só dizia ao  Francisco na minha barriga, obrigada pela  Cesariana). Penso que até não foi mau ele ter estado na Incubadora porque assim eu pude recuperar bem da cesariana e  cuidar dele. E que nem foram más as 3 semanas no hospital porque eu conseguia dormir 8 horas seguidas por noite :D.
Mas ainda hoje quando vejo outras senhoras grávidas tenho inveja de a minha gravidez não ter chegado até ao fim...
Porém uma coisa que vi e que me deixou revoltada, foi o ver(sempre que me dirigia ao elevador para ir ver o meu bébé) uma senhora que deixava o bébé no quarto e saía de camisa e robe e um maço de tabaco na mão, porquê que havia gente que só tinha maus hábitos e bébés de termo saudáveis, e eu super saudável...porquê eu?
Toda esta experiência, que nunca me devia  ter  acontecido  ainda hoje não sei porque me aconteceu, me leva a ponderar muito bem uma proxima gravidez. Nos primeiros dias sintia-me egoista ao ponto de não querer passar por tudo isto de novo, seja o estar no  hospital e a falta de tempo que passei a ter para mim. Agora já tenho saudades de ter aquela barriga e de me sentir deslumbrante! Hoje sinto-me orgulhosa de ir passear e mostrar o meu Francisco.
Quero ver se o meu proximo bébé é uma bébé, claro independentemente do sexo quero que seja saudável, e que seja  parecido/a comigo ;)
Os meus mais sinceros agradecimentos a todos os que me ajudaram e trataram no hospital São Francisco Xavier.
O Francisco tem hoje, 3 meses, pesava da ultima vez que fomos ao centro de saude dia 4/ 10 6,410kg e tinha 58cm."

fra_1

O Francisco com 11 meses.

.

fra_11meses

        
                                                                      
Fotografias cedidas pelos pais do Francisco

Ser Prematuro®  2007 - 2017                                                                                                                                              O autor agradece  a colaboração de todos os pais